× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: lizandraemauricio

Baixar

Lizandra e Maurício

SEJAM BEM-VINDOS AO NOSSO SITE
Lizandra e Maurício

Nossa história

Como é bom recordar! Estamos muito felizes em poder compartilhar um pouco da nossa história com vocês... Aqui irão encontrar um pouco da trajetória desses 10 anos de convívio! Ah, a história está contada pela versão dele... rsrsrs

Tudo começou, como tudo na vida, por acaso! E assim que é bom, quando menos esperamos, algo de muito bom surge e nos surpreende... foi assim que ela entrou na minha vida!

Era finalzinho de julho de 2008, fui convidado para o que parecia um happy hour desencontrado – tinha acabado de completar meus 19 anos, inicio de faculdade, fim da adolescência, amigos novos, lugares novos, responsabilidades novas, enfim, tudo novo – a princípio parecia que seria um programa que não renderia muita coisa: barzinho no Rio Vermelho, de frente para acarajé da Dinha, alguns amigos em comum da antiga época de colégio. Na verdade àquela altura a maioria era apenas colegas ou conhecidos (alguns deles hoje promovidos a padrinhos)...

No início do happy hour o clima estava um tanto estranho, conversas desencontradas de um grupo de pessoas heterogêneas; confesso que não estava me sentindo muito confortável até aquele momento...

E foi ai que ela apareceu!

Chegou de taxi (naquele tempo Uber nem sonhava em existir), sozinha, a princípio estava vindo do cinema para encontrar sua irmã que por acaso era uma das integrantes do nosso inusitado happy hour.

Pronto, de uma hora para outra parecia que eu estava no lugar mais interessante do mundo! Ela sentou na minha frente, sempre muito calada, mas linda! Consegui faze-la rir por algumas vezes, poucas, confesso...Mas o suficiente para saber que algo poderia acontecer no futuro.

Conversa vai, conversa vem, alguns copos de cervejas e drinks, e assim a fome bateu: nos dividimos nos poucos carros que ali estavam e nos dirigimos para uma lanchonete na Av. ACM, lá tínhamos a certeza que iriamos matar a fome e conseguir continuar o papo. Fiquei feliz! Mais uma oportunidade para conseguir fazê-la sorrir de novo e quem sabe chamar um pouco de sua atenção para mim... infelizmente a segunda parte do programa daquele fim de tarde durou pouco, logo sua irmã precisou ir embora e levou com ela minha princesa e meu interesse pelo programa.

Alguns dias se passaram, mas ela não saia da minha cabeça. Àquela altura já tinha seu MSN, Orkut e qualquer outra rede social da época que consegui com sua irmã ou com amigos em comum.

Após algumas tecladas, finalmente chegou o grande dia que iriamos sair somente nós dois! Clichê: passeio no shopping, no fim da tarde de um sábado. Era dia 2 de agosto de 2008 (nosso dia).

A essa altura vocês devem estar se perguntando: e onde foi o primeiro beijo? Na escada rolante do shopping center! :/

Pois é, paciência nunca foi meu forte, não aguentei nem chegar no cinema, precisava ter a certeza que aquele fim de tarde terminaria bem! O que eu não sabia é que ele seria o início de uma nova vida para nós dois!

Dali para frente tudo foi avançando e ficando sério, e cada vez mais sério... deixei de ser o "professor de banca" ou o "amigo de seu irmão" para ser promovido para "namoradinho", apenas na cabeça dos sogros, é claro...

Assim passaram os três primeiros anos de nosso namoro: muitos shows do Jammil (uma das nossas bandas preferidas), muitos cineminhas juntinhos, muitos churrascos, muitos japas, muitas caipiroscas em casamentos de primos, muitas tardes passadas juntas, às vezes sem nada para fazer... e poucas, muito poucas brigas... sempre nos demos muito bem: com amor, respeito e acima de tudo, compreensão.

Até que... chegou o dia que nós temíamos: o dia da aprovação dela no vestibular! Para muitos, um dos melhores dias da vida, para nós significava uma mudança grande: morar em cidades diferentes, separados por quase 2000 km de distância.

Está certo que já havíamos vivido uma experiência dessa durante meu intercâmbio nos Estados Unidos. Mas naquela ocasião eram apenas poucos meses em um clima de separação temporária com dia certo para acabar. Agora não! Seria uma separação definitiva, cheia de incertezas e contratempos.

A despedida foi complicada, pedi férias da empresa que estagiava para leva-lá em Ribeirão Preto e facilitar sua adaptação. Semana difícil, enquanto ela ia para sua nova faculdade, eu ficava em sua nova casa, pensando no que seria do nosso relacionamento e muitas vezes até imaginando que poderia ser o fim dele.

Voltei para Salvador e tentei seguir a vida. Fizemos alguns combinados de encontros a cada um ou dois meses e assim levaríamos o namoro adiante...

Não sabia eu que, seis meses depois, estaria me formando e indo trabalhar no Guarujá. Agora a distância tinha reduzido, eram “apenas” 4h de carro, às vezes 5h, às vezes 9h, dependendo do trânsito maluco de SP... Assim vivemos por mais três longos e bons anos. Nessa fase, aproveitamos bastante o interior e o litoral do estado de São Paulo.

Foi então que retornei para Salvador, naquela altura do namoro a mudança já não causava mais pesadelos como havia causado três anos antes. Iriamos para a terceira fase do nosso namoro, e agora só torcendo para a faculdade dela terminar logo e podermos ficar juntos em definitivo. Naquele momento fizemos um combinado: íamos curtir muito aquela fase e pensar no presente ao invés de ficar apenas gastando tempo projetando o futuro, até porque ele viria mais cedo que a gente se desse conta. E foi o que fizemos, curtimos muito juntos, viajamos muito, conhecemos lugares novos, experimentamos pratos novos e vivemos experiências únicas... esses últimos três anos passaram voando e sua formatura marcou o encerramento dessa fase.

Ai vem a pergunta, e agora? Ela formada, eu formado, apartamento comprado, expectativa de morar na mesma cidade novamente... o que está faltando? Amor é que não era, porque isso sempre teve de sobra. Foi assim que resolvi fazer o pedido, não tinha mais sentido adiar esse plano, já que eram quase 10 anos de namoro e convívio.

O pedido foi no jantar após sua colação de grau, em Ribeirão Preto, testemunhado por amigos e parte da família, um momento emocionante e inesquecível!

Assim recebi o “SIM” que todos nós sempre sonhamos a nossa vida toda, um gesto de confirmação e aprovação, um gesto de cumplicidade e reciprocidade, onde pela primeira vez na matemática vemos que um mais um não é igual a dois.

Te amo muito minha namorada, minha noiva e agora minha futura esposa! Estou muito satisfeito em estarmos dando esse novo passo em nossas vidas, tenho certeza que seremos sempre muito felizes!

Essa foi a nossa história até aqui, que inclusive... “é apenas o início de uma boa história” (primeira legenda nossa em redes sociais). 

Com carinho, Mau.

Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes
Fotos Recentes